terça-feira, 21 de agosto de 2012

ABRASCO lança manifesto pedindo a revogação das resoluções do CREMERJ que proíbem médicos de realizar parto domiciliar

A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) lançou um manifesto solicitando a revogação urgente das resoluções do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (CREMERJ), que proíbem médicos de realizar parto domiciliar e atuar em equipes de sobreaviso.  "Consideramos as medidas um retrocesso para a Saúde Coletiva. O Conselho, além de proibir a participação dos médicos, também veda a participação de DOULAS (acompanhantes leigas do parto que apoiam as parturientes) em ambiente hospitalar. No Brasil, os conselhos profissionais existem para defender a sociedade dos maus profissionais e de iniciativas antiéticas. Entendo que as resoluções do CREMERJ descumprem o interesse social, divulgando inverdades que não encontram qualquer sustentação nas melhores evidências científicas e profissionais do país e do exterior. Por isso, sou radicalmente contrário às resoluções que inibem as melhores práticas de médicos e profissionais de saúde mobilizados em favor de partos mais seguros e humanizados. Temos confiança que a justiça irá negar o mérito de tais resoluções”, afirmou Luiz Augusto Facchini, presidente da ABRASCO. Veja o manifesto clicando aqui.

Fonte: Abrasco Divulga

Nenhum comentário:

Postar um comentário