domingo, 12 de agosto de 2012

Conselho Federal de Medicina recomenda parto no hospital

10/08/2012 - 12h30
JOHANNA NUBLAT
DE BRASÍLIA
Atualizado às 14h32.

O CFM (Conselho Federal de Medicina) divulgou, nesta sexta-feira (10), uma recomendação a médicos e grávidas para que façam, preferencialmente, o parto em ambiente hospitalar.

Mãe diz que médica chegou a subir em sua barriga no parto
Mulheres fazem marcha pelo parto em casa e contra 'violência obstetrícia'
Justiça derruba veto a parteiras em hospitais no RJ

No último dia 29 a Justiça Federal derrubou o veto do CRM (Conselho Regional de Medicina) do Rio de Janeiro à participação de médicos nos partos realizados em casa e de parteiras e doulas (acompanhantes) nos partos realizados em hospitais. A proibição havia sido estipulada no último dia 19, quando a entidade editou duas resoluções considerando essas práticas infrações éticas sujeitas a processo disciplinar.
A recomendação do conselho federal não fala em vetos, mas alerta para níveis mais altos de mortalidade nos partos realizados em casa. Frisando a segurança, o conselho diz que é preciso balancear riscos e benefícios para que "as opções estejam legitimamente ancoradas em princípios bioéticos".
"As autonomias do médico e da mulher devem ser respeitadas no âmbito da relação médico-paciente. No entanto, a 'legitimidade da autonomia materna não pode desconsiderar a viabilidade e a vitalidade do seu filho (feto ou recém-nascido), bem como sua própria integridade física e psíquica'", diz nota divulgada pelo CFM.
Na nota, o CFM não cita a decisão do conselho regional do Rio, instância que tem autonomia para tomar decisões como a que proibiu o acompanhamento médico dos partos em casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário